AAS - Acessórios e Auxiliares no Sexo


26/11/2016


Dicas para a mulher de como estimular os testículos na hora da relação.

 

 

O sexo oral é uma ótima experiência e, quando bem-feito, pode gerar um momento de grande prazer ao casal. Entretanto, muitas mulheres têm dúvida sobre como fazer sexo oral de forma que proporcione deleite ao parceiro. Os testículos, por exemplo, merecem destaque, mas ainda são muito negligenciados. Confira abaixo algumas dicas para estimular essa região do corpo do seu parceiro e apimentar ainda mais a relação!

O sexo oral é uma ótima maneira de agradar seu companheiro, e os testículos, que são muito sensíveis, podem proporcionar prazer intenso ao parceiro quando estimulados da maneira correta. Por isso, acredite: os homens querem (e esperam) que você dedique alguns carinhos a essa parte do corpo. Confira algumas dicas para que você arrase no sexo oral e agrade seu parceiro:

O primeiro passo é ir com calma, já que esta região é muito sensível a dor. É necessário ir mais devagar, pois tudo é sentido de forma mais intensa. Depois de acertar a intensidade, você pode deslizar o dedo e massagear levemente a área, estimulando-a bem devagar.

Abuse da língua. Um dos segredos de um sexo oral de sucesso é explorar bem a região com a língua. Portanto, depois de acariciar com as mãos, deslize a língua para cima e para baixo, dando lambidas com vontade. Pense duas vezes antes de sugar e nem pense em morder.

Se quiser ousar mais, tente masturbar o companheiro enquanto passa a língua nos testículos, conferindo aquela sensação dupla de prazer. Outra boa dica é esticar a pele do testículo, já que muitos homens gostam dessa sensação. Nesse caso, você pode segurar o pênis com uma mão e, bem devagar, puxar delicadamente a pele para baixo.

Explore o períneo. O períneo é a parte do corpo masculino que fica entre o saco escrotal e o ânus. Você pode passar as mãos e fazer um carinho nessa região muito sensível, mas sempre com muita cautela. Além disso, converse com seu parceiro para saber se ele realmente gostaria de receber um agrado nessa região, já que o local é cheio de terminações nervosas e pode ser que nem todos se sintam confortáveis.

Tenha muito cuidado com dentes e unhas compridas ou aparelho reparatórios nos dentes no momento das carícias. Além de quebrar o clima, um susto no meio do sexo oral ainda pode machucar essa região tão sensível.

Considere a temperatura. Os testículos têm seu posicionamento diretamente afetado pela temperatura. No verão, por exemplo, é muito comum que ele fique mais “solto” e com o saco escrotal mais comprido. Isso ocorre porque o calor faz com que ele se desloque para não ficar quente demais. E é nos períodos mais quentes que essa região do corpo do homem fica ainda mais sensível, já que os testículos ficam mais “expostos”. Por isso, tenha muita delicadeza ao toque.

 

No inverno, os testículos ficam mais próximos ao corpo, para manter a temperatura. Com isso, eles se juntam e ficam mais enrugados. Da mesma forma, também tome muito cuidado com a pele do local.

Redação final: Acessoria de Imprensa às 15h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/10/2016


Produtos eróticos para Evangélicos

 

A fabricante brasileira de produtos eróticos Intt aposta em uma linha gospel para vender mais. As únicas diferenças em relação aos produtos convencionais são as embalagens, mais discretas e com uso de uma pomba (símbolo cristão), e os aromas, mais suaves. Com essas pequenas adaptações, diz ter aumentado as vendas em 30%.

A empresa apresenta novidades em produtos para casais evangélicos na Íntimi Expo, feira do mercado erótico realizada em São Paulo em setembro/2016 no Centro de Exposições Anhembi.

São seis lançamentos direcionados para o público evangélico: géis comestíveis nos sabores menta, menta extra forte, morango com champanhe, tutti-fruti e canetas com calda comestível nos sabores brigadeiro e chocolate branco para escrever no corpo do parceiro.

As novidades vêm se juntar a outros quatro produtos da mesma linha lançados no começo do ano passado: um gel excitante para aumentar a sensibilidade feminina; um gel que promete aumentar o período de excitação do homem; um que diz reduzir o canal vaginal, dando sensação de "primeira vez"; e um gel vibrador que causa pequenas contrações na pele e nas mucosas.

A linha gospel foi batizada de "In Heaven" (em inglês, no paraíso). Tudo foi estudado, pensado e teve a ajuda de consultores que auxiliam casais que freqüentam as igrejas e ao mesmo tempo são proprietários de loja de Sex Shop. As embalagens são na cor branca e trazem uma pomba dourada, símbolo cristão, com efeito, mais suaves.

A linha para evangélicos surgiu da necessidade e conscientização deste público que, usar produtos eróticos e freqüentar as lojas de sex shop não influenciariam na sua fé e dedicação ao evangelho. Que os preconceitos já não são mais bem vindos numa sociedade como a nossa.

A empresa existe há oito anos e fabrica mais de 400 produtos. Vende para todo o Brasil e exporta para toda a América Latina, EUA e Alemanha. Em outubro, vai participar da feira EroFame, na Alemanha, quando levará pela primeira vez a linha gospel ao exterior.

Segundo Paula Aguiar, presidente da Abeme (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual), os evangélicos precisam de atenção especial, pois, muitas vezes, casam-se sem experiência sexual e podem se frustrar na relação.

Segundo Edson Ichikava, analista do SEBRAE-SP, a empresa inovou ao quebrar o paradigma em relação ao público religioso. "Eles se aprofundaram no segmento, ouviram o público desse nicho e desenvolveram um produto capaz de atender às suas necessidades. Foram pioneiros e por isso estão tendo bom resultados."

Ele diz que a principal dificuldade do mercado erótico é se desvincular da idéia de pornografia. "Orientamos os empresários a trabalhar mais a sensualidade, a saúde e o bem-estar dos casais, a deixar itens como próteses menos explícitas”, declara o analista.

 

Fonte bol 29/09/16

Redação final: Acessoria de Imprensa às 14h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/09/2016


Massagem peniana

Nada melhor do que aumentar a intimidade, as sensações e o prazer do que uma massagem sensual. Há inúmeras técnicas para que esse momento seja algo realmente diferenciado e prazeroso para a relação.

Realizar uma massagem sensual não é benéfico e prazeroso apenas para quem recebe a massagem, deve ser também para quem a realiza, pois toda energia depositada é passada ao outro e tende a ser o momento mais erótico a dois.

Muito se fala sobre massagem tântrica, em especial a Lingam. A massagem Lingam corresponde à massagem peniana, extremamente única e prazerosa. Aqui vai algumas dicas de movimentos para que você possa realizar em seu parceiro.

A coisa mais importante nessa massagem é o prazer total, não apenas concentrado no pênis ou na ejaculação. Os praticantes do tantra tendem a ter o orgasmo, mas não ejacular, é o chamado orgasmo seco.

Durante a massagem o homem pode perder a ereção, e isso é perfeitamente normal, pois os movimentos são feitos para aumento das sensações e prolongamento da excitação. A perda da ereção não significa perda do prazer e esta volta a partir da aplicação de outros tipos de movimento. É uma forma de “brincar” com seu parceiro, o dar e tirar mais intensos que ele já recebeu.

Para que a massagem seja realmente proveitosa e chegue ao máximo do prazer é recomendado que antes de realizar as manobras do Lingam seja feita a massagem sensual corporal, deixando por último a massagem peniana.

Faça com que o parceiro esteja relaxado e deitado de costas na cama. Sente-se de maneira confortável de forma a não forçar sua coluna, pois a massagem não deve ser feita de forma rápida.

Use lubrificante, óleo de massagem ou produtos específicos para a região com o intuito de auxiliar no deslize das mãos.

 

Passos:

Segure a base do pênis com uma das mãos fazendo leve pressão, com a outra mão totalmente plana e esticada encoste levemente na glande (cabeça do pênis) fazendo movimentos sutis e circulares.

Aos poucos vá curvando a mão que estava esticada e plana de forma mais côncava. Você notará que linhas de sua mão ficaram com certa textura que antes não havia.

Ainda com uma mão na base do pênis faça movimentos com a ponta dos dedos ao redor da glande, principalmente entre a região que separa a glande do corpo do pênis. Pressione e massageie o “freio” (local em que a pele da glande é presa ao corpo do pênis).

Os testículos não podem ser ignorados nessa massagem, pelo contrário, devem ser estimulados em conjunto com o pênis. Massageie os testículos sempre de maneira sutil, mas intensa e contínua. Faça movimentos para cima e para baixo e dando suaves puxadinhas no saco. Não se esqueça de também passear pela virilha e parte interna das coxas.

O períneo também deve ser explorado através do toque. Esta é uma das regiões mais erógenas do corpo masculino e deve ser estimulado. Trata-se da região que separa o saco escrotal do ânus. Nessa região há uma veia em que no momento em que há a excitação masculina pulsa e fica mais evidente. Massagear esse ponto pode levar seu parceiro a sensações mais expressivas e um orgasmo mais intenso. Use a ponta dos dedos para massagear de forma circular e faça também movimentos de vai e vem que podem ser ritmados com a massagem no corpo do pênis.

A abertura do ânus também é outra região bastante erógena, mas com bastante restrição ao toque pelo parceiro. Pode ser explorado durante a massagem peniana desde que haja consentimento, o que elevará bastante a cumplicidade e intimidade do casal. Mas não adianta nada tentar esta área se você mesma não topar o sexo em sua região anal.

Seguindo esses passos você certamente conseguirá aumentar o prazer a dois. As massagens também podem ser feitas a quatro mãos. Experimentar um terceiro elemento nesta prática irá tornar a brincadeira erótica mais imaginativa e prolongada. Esta terceira pessoa pode ser tanto conhecida como também um profissional da área de massagens, mas o importante é que haja a sua participação.

 

Fonte: Miess

Redação final: Acessoria de Imprensa às 11h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/08/2016


 

Ainda não tem um vibrador?

O que você ta esperando para ter mais prazer nesta vida. Seja você uma solitária ou já tem uma companhia, saiba que o uso de vibradores eróticos só traz  benefícios para a mulher, seja no aspecto físico como também o emocional, melhora o relacionamento e o bem estar diário através do prazer corporal proporcionado por estes brinquedinhos íntimos.

Hoje em dia, somente algumas mulheres desenformadas tem receio de adquirir um vibrador. Seja pela tabu, vergonha ou falta de libido.  Por achar desnecessário, que é um objeto degradante e que outros iriam critica, ou se o parceiro iria aceitar. As mais desinibidas sabem dos benefícios que o uso deste “brinquedinho” traz às relações com o parceiro e a si mesmas. A questão a ser descoberta é que o vibrador é um grande aliado de mulheres e dos casais, veio para elevar a intimidade e sexualidade.

Para entender melhor sobre os benefícios de um acessório erótico vibratório saiba que os a origem deles está na Medicina. Os vibradores foram criados por médicos para fins de tratamento mental de mulheres que sofriam de doenças classificadas como histeria (mulher muito nervosa que precisava se acalmar). Os vibradores eram artigos médicos e que muitas famílias detinham em suas residências para fins terapêuticos, porém, após o uso desse instrumento em filmes pornográficos, por volta de 1920, a conotação do objeto foi alterada e as pessoas deixaram de usar por questões sociais, pois passaram a considerar o uso como algo anormal de uma sociedade decente.

Atualmente há uma diversidade incrível de modelos de vibradores. Generalizando, são aparelhos que possuem vibração mecânica (pilha ou bateria), podem ter formato realístico de pênis ou formato similar, formatos disfarçados dos mais diversos utensílios de variados gêneros, enfim, uma vasta lista de modelos para todos os gostos e fetiches, para que a mulher use de forma prazerosa e confortável. O vibrador não foi criado para causar desconforto e dor, mas sim para elevar o prazer da mulher e sua auto-estima, é para usar a noite e acordar feliz da vida.

Talvez um dos maiores receios das mulheres é como propor ao parceiro o uso de um vibrador durante a relação sexual, por achar que o parceiro irá considerar o “brinquedo erótico” um concorrente ou que ainda o parceiro não esteja correspondendo às expectativas. Grande bobagem, tudo depende da forma correta de abordagem. Leve também em consideração que este desejo possa  ser dele e como você não tem coragem de sugerir.

 

Para os iniciantes, sem experiência com brinquedinhos que vibram, o sugerido é começar com o anel retardador peniano com vibração. É um produto barato de dupla utilização: na base do pênis ou no dedinho como anel e é só usar a imaginação.

Primeiro contato feito agora é partir para os mais completos. Aqueles penetráveis, que estimulam o ponto G e clitóris. São conhecidos como parque de diversão, são os que fazem tudo e algo mais.

Para os parceiros dominantes, que gosta de estar no comando o sugerido é uma prótese em formato de pênis de uso manual e deixá-lo a vontade. Outra sugestão é o vibrador wireless sem fio em formato de ovinho.

A maioria das mulheres tem certa dificuldade em atingir o orgasmo devido a estimulação errada ou não duradoura no clitóris. Sabe-se que para atingir o orgasmo é necessária a estimulação rítmica, constante e direta, coisa que mecanicamente (vibrador) é algo certeiro, porém, com a estimulação não mecânica a intensidade, ritmo e constância muda aleatoriamente.

Em muitos casos em que a mulher está próxima de alcançar o orgasmo e o parceiro muda o jeito, ou posição e a mulher perde o estímulo e concentração. Outro ponto é que o parceiro não ficará apenas concentrado nessa região mais íntima, ele pode explorar o corpo da mulher como um todo, mantendo apenas o vibrador no clitóris. Lembrando que o vibrador não é apenas para introdução vaginal, o real benefício é clitoriano e o ponto G, local em que o pênis não alcança.

Não só provocar orgasmos mais intensos e duradouros como também auxiliar no relaxamento da mulher durante a iniciação do sexo anal, elevação da sensibilidade com o aumento do fluxo sanguíneo, enganar o cérebro com a sensação de vibração em vez de dor ou desconforto.

É comprar e partir para o abraço.


Redação final: Acessoria de Imprensa às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/07/2016


Dia mundial do orgasmo

O orgasmo é o momento de maior prazer sexual que uma pessoa tem durante o sexo, ou ainda durante a masturbação. Ele pode ser experimentado tanto por mulheres como também por homens, e dura apenas alguns segundos.

Algumas redes de Sex Shops da Inglaterra criaram informalmente o Dia Mundial do Orgasmo. Estes estabelecimentos realizaram pesquisas com o público, onde foi revelado que 80% das mulheres inglesas não atingem o clímax durante o sexo.

O Dia Mundial do Orgasmo é comemorado em 31 de julho em diversos países, inclusive no Brasil.

Seja bem acompanhado ou apenas na sua própria e ótima companhia, o orgasmo sempre valerá à pena. É a maior expressão de sensação do corpo, que realmente vem lá do fundo da alma e extravasa saindo pelos poros, através do cheiro, do som pelos gemidos e gritos de prazer. É a forma mais barata e antiga de satisfação própria. O orgasmo é algo que você mesmo pode ter sem necessidade de ajuda seja de outra pessoa ou de algo, basta simplesmente explorar seu corpo e encontrar o ponto certo. E certamente, no dia seguinte você se sentirá muito bem de corpo e alma.

 

Portanto neste 31 de Julho de 2016, comemore, não deixe esta data passar em vão, faça com alguém ou literalmente  “fique na mão”. 

 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 10h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/05/2016


Aumenta o uso de vibradores por mulheres

 

Se você é uma daquelas mulheres que, quando escuta uma outra falar em vibrador , você imediatamente pensa em “sacanagem”,  já é tempo de você refletir mais sobre seus tabus e  preconceitos.

Um estudo feito pelo Instituto Kinsey, da Universidade de Indiana, nos EUA, constatou que os brinquedinhos sexuais podem proporcionar às mulheres sexo de melhor qualidade e até uma vida mais saudável, fisicamente e mentalmente. A pesquisa foi realizada com um grupo de 2056 mulheres com idades entre 18 e 60 anos. Destas, mais de 52% declararam já ter usado um vibrador.

De acordo com os dados do estudo, as mulheres que usam vibradores fazem mais exames ginecológicos periódicos e auto-exames do que as outras. “O que o vibrador traz para as mulheres é uma coisa que não tem preço, que é o autoconhecimento. Muitas mulheres têm vergonha de se tocar, de conhecer seu corpo. E a mulher que se masturba, com ou sem vibrador, se conhece melhor e sabe quando uma secreção está alterada ou se há algo diferente em seu corpo”, defende a ginecologista e sexóloga Carolina Ambrogini, coordenadora do Projeto Afrodite, do ambulatório de sexualidade feminina da Unifesp.

O vibrador pode ser também um grande aliado da saúde psicológica. “Muitas mulheres não encontram prazer no sexo porque não aprenderam a se masturbar na puberdade. Quando uma mulher não consegue nunca atingir o orgasmo, ela sofre um baque em sua auto-estima. Se sente incapaz, pensa que é frígida. Muitas vezes o que falta é uma estimulação mais intensa do clitóris (e algumas mulheres nem sabem o que é isso). Neste caso, o vibrador é um excelente instrumento facilitador do orgasmo”, explica a psicóloga e sexóloga Dulce Barros. Com a vibração contínua dos brinquedinhos eróticos, as mulheres atingem o clímax mais rápido do que ao se masturbar com as mãos.

“Ao descobrir que sim, ela é capaz de ter orgasmos, a mulher se sente libertada, e acaba tendo uma percepção de si mesma muito diferente. A auto-estima melhora milhões de vezes, e em todas as áreas: trabalho, relacionamento com amigos, família”, diz Dulce.

A paulistana Daniela conta que seu primeiro vibrador fez parte de um grande processo de melhoria sexual. “Quando terminei meu primeiro namoro sério, nosso relacionamento era praticamente assexuado. Foi então que comprei meu primeiro vibrador, e minha libido aumentou muito. Me liberei, me descobri e pude perceber do que eu gostava mesmo no sexo. Hoje sou mais confiante, consigo pedir o que quero aos meus parceiros. O sexo se tornou mais divertido e leve”.

Além de melhor amigo da mulher, o vibrador pode ser o melhor amigo do casal. O estudo do Instituto Kinsey mostra que o uso do vibrador faz com que as mulheres tenham melhor lubrificação, mais excitação e desejo. Uma das hipóteses defendidas pelos pesquisadores é que as experiências sexuais prazerosas obtidas pelo uso do vibrador levem as mulheres a sentir mais vontade de fazer sexo com um parceiro.

“A masturbação faz com que as mulheres descubram novas posições e fantasiem mais”, explica Carolina. Usar o vibrador, sozinha ou acompanhada, ajuda inclusive quando o casal vai para a cama sem nenhum acessório. “A mulher que se masturba tem mais condições de expressar para o parceiro quais tipos de estímulos funcionam para ela alcançar o orgasmo”, diz Dulce.

A carioca Carla usa vibradores há sete anos, e é defensora do uso a dois: “Acredito que o vibrador pode, sim, melhorar a vida sexual, porque traz novas sensações e pode abrir horizontes para que os parceiros se conheçam mais, conheçam melhor as reações do outro, enfim, descubram novas formas de dar e receber prazer, juntos”, conta.

Mas as mulheres não devem ser reféns dos brinquedinhos. Se a mulher só consegue ter orgasmo se masturbando com o vibrador, sozinha, e não sente prazer com um parceiro, pode ser um sinal de problema. “Com a masturbação a mulher aprende como desenvolver o orgasmo, e deve usar este conhecimento a seu favor, explicando para o parceiro como ele pode ajudá-la a ter prazer. A capacidade de sentir prazer é dela, e não do vibrador”, encerra Dulce.

 

Fonte: Delas

Redação final: Acessoria de Imprensa às 19h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/04/2016


Arqueólogos acham brinquedo sexual de 300 anos na Polônia

Arqueólogos encontraram um brinquedo sexual de 300 anos em uma escavação feita em Gdansk, na Polônia. Segundo o jornal britânico Mirror, o objeto sexual  - que pertenceu a alguém no século 18 – é feito de couro e possui  20 centímetros.  A ponta do objeto, no entanto, é feita de madeira.

Segundo os pesquisadores, o pênis estava em um banheiro descoberto na escavação de uma antiga escola de esgrima. Segundo o porta-voz do Escritório Regional para a Proteção de Monumentos em Gdansk, “ele foi encontrado na latrina e remonta à segunda metade do século 18”.

O curioso também é que o objeto erótico é muito grosso e bastante grande, feito de couro e preenchido com cerdas, com uma ponta de madeira e que ainda está em excelente condição. Apesar dos anos que se passaram o objeto ficou preservado e provavelmente foi abandonado por alguém no banheiro deste local. Se isso foi por acidente ou de propósito, ninguém sabe.

Além do objeto sexual, os arqueólogos encontraram espadas antigas, o que levou a conclusão de que se tratava de uma escola de esgrima. O objeto sexual foi levado para a área de preservação e estudo sobre o costume e a cultura da região.

 

Não é a primeira vez que arqueólogos encontram brinquedinhos eróticos em civilizações antigas. O certo é que na antiguidade todos os povos procuravam de alguma forma intensificar e diversificar o prazer. Outros, que é o caso dos romanos antigos, veneravam o pênis, o que eles chamavam de falo, como sendo uma divindade poderosa, onde a imagem era cultuada em diversos locais e centros.

 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 12h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/09/2015


Homem vive maritalmente com boneca de silicone

 

 

Divulgado recentemente um fato não tão raro: Homem vive amorosamente com boneca de silicone como se fosse sua companheira matrimonial, substituindo por completo uma mulher de verdade seja na cama, em suas aventuras sexuais ou nos momentos mais corriqueiros de sua vida, ao ponto de até tomar banho de banheira em sua companhia.

Em pesquisa feita na internet é muito fácil descobrir e se surpreender com o número enorme e crescente de pessoas que tem em sua companhia algum substituto seja do homem ou da mulher. Brinquedinhos eróticos são o mais corriqueiro e tantos outros possuem bonecas de diferentes modelos, cores, tamanhos e materiais di versos. O material mais natural e realístico é o cyberskin, macio e poroso, confortável e anatômico e a boneca mais usada é a inflável que dura pouco.

Dirk é uma dessas pessoas que, após sofrer um colapso psicológico, tem a boneca de silicone como sua tarapia e melhor companhia. Ele mantém uam relação "normal" com a boneca que denominou de Jenny, conversa com ela, desabafa e acredita que de alguma forma é correspondido pela boneca. Em entrevista afirma que, com as ex-mulheres tinha sempre de lutrar por amor, mas com a Jenny isso não acontece, pois se sente em paz e confiante. Enquanto ele faz as tarefas de casa, sua fiel companheira está sempre ao seu lado, de alguma forma o observando e o escutando, lhe dando toda a atenção que Dirk necessita.

Dirk protege sua intimidade não se expondo com receito de preconceitos. Seus conhecidos, parentes e vizinhos não sabem da existência da boneca. Mantém as janelas e portas sempre fechadas e não recebe visitas. Ele mantém este relacionamento fiel a mais de quatro anos e afirma que no começo hera uma verdadeira lua-de-mel, com relação sexual todos os dias, mas que hoje não tem tanta importância para o casal.

O casal dorme juntinho, assiste os programas de TV e usa o computador. Fazem suas refeições, banho e sexo.


Dirk no final de sua declaração afirma: "A Jenny me conforta. É a melhor terapia para mim. Mudou completamente a minha vida, o meu pensamento, a minha definição de liberdade, de amor e vida a dois".

 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 09h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/09/2015


Porque ir a Sex Shop

Para muitos visitar uma sexshop é um grande desafio. No entanto, independentemente dos medos, tabus e vergonha que isso possa gerar, é um lugar onde você começa a explorar mais a sua intimidade e pode tentar coisas novas em relação ao seu prazer. Se você ainda não está convencido, eis uma lista de razões para visitar uma loja deste tipo.

Você pode pensar que sabe tudo sobre sexo, mas quando for a uma sexshop vai perceber que há coisas que ainda não foram plenamente exploradas e que nem tinha idéia do que estes produtinhos poderiam fazer por você. Outra vantagem dessas visitas é que poderá aprender mais sobre questões sexuais e tirar alguma dúvida sobre excitação e prazer. Assim como você, milhares de pessoas chegam às sexshops com mais curiosidade de que dúvidas, o que gera muitas perguntas, levando-os a aprender mais e se capacitar sobre no tema.

Visitar sozinho ou com amigos, companheiro ou parceiros significa um mundo de novas experiências. Se você decidir ir com seu parceiro, isso vai ajudar não só a fortalecer o seu relacionamento, como também pode atender as fantasias do casal. Desta forma, você vai aprender a conhecer-se e conhecer os desejos do outro para ampliar o prazer. Leve-o com você a sexshop, discutam juntos novas possibilidades de prazer e assim vocês acabarão se divertindo muito com esta experiência.

Visitar uma sexshop, geralmente ajuda a abrir a mente sobre o tema. O simples fato de estar rodeado de tantos produtos que ajuda a explorar a sua intimidade, faz você sair de sua zona de conforto e vai encorajá-lo a experimentar coisas novas que, sem dúvida, irão melhorar sua relação com o seu prazer e o prazer do outro.

Você pode pensar de outra forma, mas cada vez mais mulheres visitam sexshops e ainda é o maior público deste comercio varejista de produtos eróticos, é como se fosse outra loja qualquer, ir a farmácia, supermercado etc. Se ainda está com medo de visitar uma, você pode começar navegando nos sites destas lojas. Elas também serão capazes de oferecer uma série de produtos que podem surpreender você e a pessoa amada, e mesmo assim poderá solicitar uma tele-entrega. (Exotic House Sex Shop  85-30557108).

Aqueles que ainda não visitaram tendem a pensar quando falamos de sexshop, que só encontrarão brinquedos sexuais no formato de pênis, vagina ou mesmo boneca inflável. A verdade é que você também pode encontrar lingerie sexy, velas, óleos e outros tantos produtos que nem imagina, mas que trazem novas possibilidades de intimidade e prazer sexual. Algumas lojas oferecem algum tipo de serviço ligado ao tema, por exemplo, tele-mensagens eróticas.

Vivenciar esta nova experiência e conhecer um pouco mais sobre a sua sexualidade é importante para renovar suas energias e manter-se conectado em seu relacionamento. Portanto, ouse e permita-se ser mais feliz no amor e no sexo!

Portanto ir à Sex Shop é tudo de bom, busque em você mesmo ou em seu relacionamento um motivo. Pegue seu parceiro e o leve até a loja mais próxima e verá o tempo que perdeu deixando de aprimorar o prazer e cumplicidade do casal.

 

Fonte: Abeme

 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 11h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

31/07/2015


Parte II

Após higienização íntima com água e óleos aromáticos, usando a ducha de higiene íntima externa e internamente, provoque seu parceiro para realizar o "beijo grego". É o sexo oral na região anal, um ponto muito erógeno, que se bem explorado elevará a temperatura da relação.

E por falar em região anal, o homem também poder ser provocado nesta região. Existem plugs e estimuladores de próstata para ativar o desejo do homem. O uso de brinquedinhos deste tipo unido ao cordão tailandês, ativa o sentido do tato na mulher e visão do homem. Estes acessórios eróticos podem e devem ser usados durante a penetração.

Outro fetiche é o uso de acessórios de cor preta e de couro, seja botas ou cintas, arreios ou peitoral, máscaras ou luvas. Estes itens estão na categoria de sado, mas não quer dizer que você sairá por ai provocando dor no seu parceiro. Tudo torna a relação divertida e mais prazerosa, saber brincar com estes acessórios é fundamental e a diversão será garantida.

Mas se quiser e puder fazer algo mais “pesado” utilize os acessórios para o fetiche da dominação e submissão durante o sexo. E quem sabe seu parceiro irá pedir novamente na noite seguinte.

Existem várias zonas erógenas ricas em terminações nervosas que podem e devem ser exploradas, como nuca, orelhas, coxas, umbigo. O interessante é descobrir estes locais que mais causam excitação e prazer. Nesta descoberta géis lambíveis e excitantes que elevam a temperatura do local são bem vindos.

Seios, nádegas e órgãos genitais são as áreas corporais mais provocantes capazes de acender o fogo do desejo. Se o uso das mãos não for o suficiente, explore estas partes do corpo também com chicotes e chibatinhas. 

Sexo oral é tudo de bom e deve ficar ainda melhor com o uso dos géis lambíveis que dão sabor ao local aplicado. Lambuze seu corpo como gel com sabor preferido de seu parceiro e espere o resultado do sexo oral mais intenso e duradouro. Ele irá se deliciar com seu corpo. Você será a sobremesa ideal após o jantar.

Surpreenda seu parceiro com a vagina mais apertadinha usando os géis adstrigentes que comprimem o músculo vaginal. Use aliado a uma fina película que se rompe durante a penetração simulando o rompimento do hímen e liberando um gel lambível, será a sua segunda primeira vez. Ele vai adorar e recordar como foi no passado.

Assim como existem as capas para o pênis, que aumentam o volume, tamanho e espessura do pênis, existe a capa para língua com os mesmos benefícios. É ideal para o sexo oral mais profundo. Existe capa para língua que também vibra, é a capa de língua robótica. Que tal explorar o corpo de seu parceiro com esta capa.

Uma simples brincadeira com o baralho de posições eróticas é uma boa preliminar. Poderá ser jogado pelo casal de diversas formas. Quem perder paga uma prenda, faz a posição sugerida pela carta, tira uma peça de roupa (strip pôquer) etc.

Pesquise sobre novas posições adquirindo o livro do kama-Sutra. Milenar livro sobre orientação das possíveis posições eróticas que o casal poderá praticar na cama. Este livro é muito popular no oriente.

O fetiche visual de ver a parceira trajada com uma fantasia erótica é algo maravilhoso. Mas não vale apenas usar a vestimenta, tem que saber interpretar a personagem de que está vestida e ele deve participar do fetiche. As fantasia que mais são vendidas são: enfermeira, empregada doméstica, aeromoça, bombeira, estudante e professora. Que tal vestir aquela fantasia erótica de torcedora do time preferido de seu parceiro? Estes exemplos também valem para os homens.

A prática do prazer individual poderá ser usado nas preliminares. A masturbação usando um brinquedo erótico provocará seu parceiro, ele assistirá aquela linda cena e ficará alucinado, não vendo a hora de substituir aquele brinquedinho erótico tomando seu lugar que lhe é de direito. Faça com que ele perceba seus pontos fracos que mais lhe causam desejo. Mas lembre-se de não usar um brinquedinho maior que o dele. 

Se penetração anal causa desconforto, não esqueça dos géis anestésicos e bastante lubrificante no pênis. Ou se mesmo assim não dá, experimente os plugs que abrem caminho. Se a posição incomoda, experimente usar um banco, travesseiro ou peitoral do sofá. Relaxe e aproveite novas posições em locais diferentes.

 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 15h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/07/2015


Dicas de um Sex Shop

Parte I

Quando o assunto é sexo, muito gente ainda “vira o olho” sem querer saber. Mas fique sabendo que sexo é o assunto da moda, e sempre será cada vez mais explorado pelos meios de comunicação, seja rádio, TV, revista, internet ou assunto banal em mesa de bar ou na calçada de casa. Não tem como escapar, esse assunto irá lhe perseguir pelo resto da vida. O diferencial é tirar destes debates algo que fará a sua vida melhorar, que trará um diferencial para seu relacionamento com o parceiro ou pra quem está só no momento. Experiências de vida ou simplesmente dicas de outros farão você “cair na realidade” e “abrir os olhos” para o que acontece ao redor, e nos novos tempos de liberdade sexual e igualdade de direitos, onde à grosso modo falando, o que todo mundo quer mesmo, entre outras coisas, é muito sexo também. A simples visita a um Sex Shop lhe trará muitas possibilidades para apimentar sua vida amorosa, demonstrando o interesse pelo parceiro e o desejo de manter sempre aceso a chama de um relacionamento atual, ou reacender a chama de um relacionamento já defasado pelo tempo. O que se vê cada vez mais na atualidade é que um dos indivíduos que compõe uma união estável, procura se manter com seu parceiro(a) atual pelo máximo de tempo possível. Busca de várias formas, até abdicando de vontades próprias, fazer seu relacionamento estável e duradouro. Chega um certo tempo que o amor fica, de certo modo, esquecido, dando espaço  para o bem estar do casal no meio familiar. Pelo fato do cônjuge ser boa companhia, seja pelos filhos ou pelo fato da estabilidade  financeira, o esforço valerá a pena. Mas, com certeza, ainda se sobressai o amor e desejo de sexo de pelo menos um dos indivíduos. E cabe a esse indivíduo em especial, reclamar pelo prazer físico, provocando seu parceiro para o ato. Como sexo é algo natural, fácil e barato, em tempos de crise econômica nada melhor do que economizar e fica em casa curtindo o lar e o parceiro. Fazer do quarto o seu parque de diversão é uma boa idéia. Segue aqui algumas dicas de Sex Shop.


Tirar a madrugada para assistir a um filme pornô ou erótico é um motivo para provocar o parceiro e ter relação sexual certa, imitando alguma posição ou cena do filme, além de satisfazer alguma curiosidade sobre o assunto.  

Adquirir um brinquedinho erótico que tenha a opção de vibração é investir no relacionamento. Esse brinquedinho poderá ter ou não o formato de pênis, ou até de vagina, mas o que interesse é o complemento e aumento da cumplicidade do casal elevando a intimidade e satisfação.

O uso de géis de função durante o ato é algo que trará muito desejo e prazer, eles atuam antes, durante e após o sexo. Mas o importante é quem e como será passado no corpo, neste caso o parceiro é peça fundamental para o desejo, e ambos terão o apetite sexual elevado. Os géis trazer sensações para a região íntima de forma a aquecer, refrescar, vibrar, pulsar, anestesiar, relaxar, dilatar, também aumento da sensibilidade e fluxo sangúineo da região aplicada. Explorar o corpo um do outro com estes géis ativa os sentidos do tato, paladar, olfato e visão.

Colocar ma lingerie provocante e fazer um striptease para o parceiro é uma experiência inesquecível e provará o quanto é o seu amor e desejo. O grau de cumplicidade do casal se elevará. Uma lingerie sex, um par de meias 7/8 e uma música ambiente é o kit perfeito para uma noite de diversão e prazer. Invente o local, seja no quarto ou na sala, sentado no sofá ou preso a uma cadeira.

Renove continuando a fazer sexo debaixo do chuveiro ou na banheira. Poderá usar lubrificante à base de silicone que não sai facilmente na água e terá uma relação mais duradoura, relaxante e estimulante. Utilize na banheira óleos aromáticos que causam espuma; sais de banho e pétalas de rosas; velas aromáticas no ambiente complementam o visual romântico e erótico. Alguns brinquedinhos resistentes a água funcionam muito bem neste ambiente.

Fazer ou receber uma massagem corporal e erótica seja tântrica ou não é uma forma de preliminar muito eficaz e capaz de aumentar a sensibilidade e o romantismo do casal. A massagem tântrica provoca orgasmos mais intensos e duradouros. O uso de óleos conhecidos com bifásicos são os mais recomendados, é só espalhar no corpo do parceiro e com movimentos suaves com as mãos ou com o próprio corpo deixar a imaginação fluir.

Brinque e provoque a imaginação de seu cônjuge. Amarre-o em uma cadeira ou cabeceira da cama e cubra os olhos com máscaras tipo venda, e provoque seu corpo com elementos que causam sensações diferentes como gelo, vela etc. A falta da visão gera um aumento dos sentidos do tato, olfato, paladar e audição. Use isto ao seu favor que seu parceiro ficará alucinado e cheio de tesão. Use de algemas ou fita de amarração especial para o fetiche. O par de algemas poderá ser de metal ou de pelúcia para não deixar provas de sua noite de amor.

Redação final: Acessoria de Imprensa às 13h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/02/2015


São as mulheres que tomam a iniciativa

Na vida sexual do casal, as mulheres são as mais interessadas em inovar e buscam soluções e brinquedinho nas lojas especializadas. Pelo menos, foi esse o resultado de uma pesquisa patrocinada pela Lux, envolvendo 3 mil mulheres de diversos países. Entre as brasileiras, 80% se revelaram dispostas a pensar em formas originais de seduzir o parceiro. Para isso, vale tudo: de uma pele mais perfumada a produtos de sex shop, como fantasias, vibradores e óleos de massagem.

Ainda de acordo com o estudo, apesar de quase um terço (27%) das brasileiras se considerarem felizes com a relação amorosa do jeito que está, elas sentem falta de “algo a mais”. Romance (30%), diversão (28%) e paixão (22%) são ingredientes que deixariam a vida sexual mais interessante, segundo elas. Nem a rotina atribulada tira o pique delas: 50% garantiram estar disponíveis, ao menos uma vez ao dia, para passar tempo de qualidade com suas caras-metades.

A busca pelo prazer não se limita a produtos de sex shop. As mulheres têm desbravado o campo de imagens pornográficas de forma cada vez mais desinibida. E isso está sendo provado em números pelo  o maior portal de vídeos pornográficos da web, que em pesquisa recente resultou nesta confirmação: as brasileiras são campeãs de acesso. No país, elas respondem por 29% da procura, enquanto a média mundial fica em 22%. “As mulheres buscam ver, em sites como esse, vídeos que envolvam fantasias que elas não conseguem realizar facilmente no dia a dia”, aponta o Neuropsicólogo Fábio Roesler, psicólogo da Clínica de Cefaleia e Neurologia de São Paulo.

Outros dados da pesquisa mostram que vídeos relacionados ao sexo feminino e posições sexuais envolvendo duas mulheres estão entre os temas mais buscados pelas internautas. “Quando elas procuram na internet vídeos que mostram as suas fantasias, isso facilita a comunicação delas com o parceiro. Porque é diferente quando elas apenas imaginam, pondera Fábio.

O fato da busca de vídeos que envolvam práticas homossexuais não significa que essas mulheres sejam lésbicas. “O que percebemos é que as mulheres ocidentais tendem a se relacionar de modo mais íntimo e, para elas, as cenas são mais naturais.” Além disso, explica Fábio, as imagens podem ajudá-las a entender melhor o próprio corpo.

Vídeos pornográficos, como sabemos, tendem a exagerar o ato sexual com performances inverossímeis. Pior para os homens, avalia o psicólogo. “As mulheres são menos fantasiosas em relação ao desempenho. Muitas, inclusive, não querem parceiros com membros muito avantajados, por receio de sentir dor”, complementa.

Redação final: Acessoria de Imprensa às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/01/2015


Possíveis erros que os homens não devem cometer na hora da transa

 

É notório que todas as mulheres gostam de ter contato íntimo tanto ou mais que os homens. Principalmente as tão comentadas preliminares.  Mas para que haja prazer pleno e mútuo é necessário que seja bem feito e não aconteça algo que “estrague” e cause frustração.

Infelizmente parece que, por mais que os homens se esforcem, a mulher fica insatisfeita de alguma forma. Tenha sido pelo desempenho, seja por algo que fez mal feito, ou não fez, ou até por algo que tenha dito ou não dito.

Apesar dos homens acharem bons de cama e se gabarem com os amigos de sua performance ser de primeira qualidade, a insatisfação da mulher é fato. Mas a culpa não é só do homem, ela deve abordar o assunto com o companheiro da melhor forma para que não seja ferido o ego masculino e que ele tenha mais oportunidades de melhorar seu desempenho.

 A comunicação desempenha um papel muito importante na hora de revelar gostos, fantasias e desejos. Porém, nesse ponto muitas vezes o casal falha devido a uma série de tabus, modelos culturais e erros, que geralmente fazem o homem acreditar que é muito bom no que faz quando na realidade a parceira não se satisfaz e não aproveita do verdadeiro prazer.

Pesquisas entre as mulheres detectaram algumas gafes que os homens não deveriam cometer durante o ato sexual:

Esquecer os preliminares para a mulher é um crime. O homem não deve deixar de acariciar e elogiar cada ponto delicado do corpo feminino. Explorar estes pontos de forma certa, delicado e não demorado.  Poderá trazer tanto quanto a penetração, podendo a mulher até a chegar ao orgasmo, ou ser um complemento para orgasmos múltiplos.

As carícias no clitóris devem ser o mais suave possível, visto que esta região íntima da mulher é muito sensível ao toque e se bem explorado trará muito mais prazer para a parceira. O toque no clitóris não pode ser esquecido e não pode ser de forma grosseira e rápida para que não fique a desejar e seja incômodo, mas mesmo que o homem esqueça este detalhe a própria mulher poderá ajudar direcionando e ensinando a melhor forma, e caso o homem mesmo assim não compreenda naquele instante a forma ideal que ela mesma faça o toque para que a relação flua normalmente com prazer.

O mesmo vale pra os seios, que ao toque da boca eles não devem ser sugados com intensidade, mas beijados e lambidos. Pelo fato de toda mulher também sentir prazer e sensibilidade esta região não deve sofrer apertos, puxões e beliscões.

A quantidade de relação num determinado espaço de tempo não importa para a maioria das mulheres. Apesar disto para os homens ser de suma importância, já que parece medir sua capacidade e virilidade masculina. Para a mulher o que interessa é a qualidade como um todo. Poderá ser só uma, mas se bem “dada” valerá por muitas.

O homem não dever demonstrar alguma atitude violenta neste momento, como tapinhas, mordidas, apertos, palavrões. Para que isto ocorra, ele deve ter a certeza que a parceira para ter prazer, aceita este tipo de complemento que isto não deva ser exagerado e nem corriqueiro, deixando para oportunidades mais especiais.

O homem deve evitar conversar durante a transa para não perder a concentração ou até “quebrar o clima”. Fazer perguntas do tipo: Tá gostando? se prefere isto ou aquilo outro. Quer mudar de posição? Sabe fazer aquela? Tá doendo?  O melhor que tenha a fazer é observar a parceira. Caso ela não esteja gostando, com certeza ela irá demonstrar.

Isto vale para o casal: não pedir para que o companheiro tome banho, ou escove os dentes antes da relação. Ambos devem juntos ir ao banheiro e lá mesmo começar as carícias que continuarão na cama. Deixá-la à vontade é uma boa opção, geralmente a mulher gosta de se preparar antes do ato, indo sozinha ao banheiro.

No primeiro encontro não deve ser levado brinquedinhos eróticos, como vibradores e próteses e vestimentas de fantasias, para que não haja a sensação de substituição de algo. O casal dever aproveitar plenamente um ao outro naquele momento. Estes acessórios podem e devem fazer parte do relacionamento em momentos posteriores dando mais diversidade, afinidade e cumplicidade ao casal.

Esquecer o preservativo ou querer ter relação sem esta proteção para ambos não pode ocorrer. Se a companheira não quer penetração sem este acessório o homem não deve insistir. A sensação de segurança dela neste caso será fundamental para que ela fique mais receptiva e tranqüila. E ela não se sentirá culpada no final.

Nenhuma mulher gosta de ir pra cama com um homem em estado bêbado, dopado, drogado ou de alguma forma alterado em sua psique. O comportamento do homem deverá ser natural, tranqüilo e seguro, para que ela também se sinta também assim.

 

Convidá-la para uma “rapidinha” no pé do muro, dentro do carro, ou outro local não apropriado não dever ser um acontecimento corriqueiro. Geralmente nestes casos só o homem chega ao orgasmo. A mulher precisa de tempo e conforto, e sem dúvida o melhor para ela é levá-la pra cama.  

Redação final: Acessoria de Imprensa às 12h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/01/2015


O que não dizer durante uma discussão do casal

Durante uma briga com o parceiro (a) é normal que os nervos fiquem à flor da pele e façam com que ambos falem além do que deveriam no intuito de “esfregar na cara” uma fraqueza, um deslize ou qualquer coisa que deixará o conjugue constrangido e chateado ao escutar. Essa atitude nada resolve, ao contrário irá piorar a situação e desgastar mais ainda o relacionamento.  Então o que fazer? Não provocar o parceiro já é um bom começo, ficar calado não é a solução, discutir, também não, mas, através da conversa, resolver juntos dando o foco apenas naquele ponto que gerou o caso.

Então, durante uma discussão:

A regra principal é nunca ofender o parceiro com palavras ou atitudes, principalmente se estas palavras tiverem fundo de falsidade ou fofoca. 

Nunca jogue o passado na “cara”, mesmo que algum dos dois tenha aprontado, já que ainda estão juntos é porque houve o perdão e o arrependimento. Para não ficar triste, provocar ou usar como motivo, deixar o passado no passado. 

Não ameace a integridade física do conjugue jogando nele objetos. E na tentativa de ofender não quebre os bens que o casal adquiriu com tanto esforço.

Num relacionamento de muito tempo, os dois já erraram de alguma forma então não tem porque se fazer de vítima ou coitadinho (a).

Evite comparações com pessoas próximas e parentes. Cada um tem sua individualidade e comportamento característicos do modo que foi criado, e do meio que vivem.

Nunca atormentá-lo após um dia de trabalho. Ele já vem cansado e só irá piorar. Procure abordar o assunto num momento mais tranqüilo.

Nunca discuta quando um dos dois tiver dirigindo, ou executando algum trabalho que necessite de muita atenção. Lembre-se, que uma discussão logo cedo do dia irá corroer os pensamentos de seu parceiro pelo resto do dia e tirar sua atenção para tarefas mais importantes.

Se o motivo da discussão foi repetitivo, nada adianta ‘bater na mesma tecla”. Tente resolver de outra forma ajudando-o no que tiver dificuldade. Lembre convivência é também dar um pouco de si e tolerar algo do outro.

Nunca colocar a culpa na criação que ele (a) teve, num acontecimento de infância, no parente próximo, ou na amizade. Saiba que você também fez parte de sua vida por muito tempo e também faz parte do presente e do meio de convivência. A atitude de um pode ser o reflexo da falta de atitude do outro.

Deixe o orgulho de lado, peça desculpas, prometa não incorrer no erro. Justifique-se. Peça ajuda do parceiro. Não despreze a presença e o que seu interlocutor fala.

Não colocar o filhos no meio da discussão ou usá-los como escudo.

Que haja respeito entre ambos, não usando palavras ofensivas e degradantes. Numa próxima discussão estas palavras ficarão cada vez mais “pesadas”.

 

E jamais ameace terminar o relacionamento ou afirme que irá dar fim a algo, que em sua opinião ficou insuportável, se não for realmente o que você quer. Neste momento o outro poderá concordar com você, mesmo que seja só por causa do calor da discussão. E devido ao orgulho, o que foi dito da “boca-pra-fora” será concretizado dando fim a todo aquele tempo juntos e os sonhos do casal irão acabar. 

Redação final: Acessoria de Imprensa às 12h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/12/2014


O homem e seus olhares indiscretos.

 Em recente pesquisa feita pela University of Stirling e University of Glasgow no Reino Unido, foi constatado que os homens não conseguem evitar olhar para as mulheres que passam por eles ou estão ao seu redor.

A pesquisa também justifica este fato colocando culpa na evolução natural da espécie humana e a necessidade  biológica da reprodução ser bem sucedida.

Muitas mulheres já se viram na situação de estar com o companheiro em algum lugar e ele inadvertidamente ou naturalmente fitar o olhar em outra pessoa, podendo ser mulher ou homem e ter seus pensamentos longe do foco do assunto que conversa com sua parceira. E isso é natural do ser humano observador, curioso e precavido.

Esta pesquisa descobriu que ao mostrar pela primeira vez fotos de homens e mulheres a alguns indivíduos que se submeteram aos testes, que os homens tendem a achar os rostos da imagem mais atraentes e que as mulheres preferem os rostos mais conhecidos.

O curioso é que quanto mais vezes os homens virem as mesmas imagens das mesmas mulheres e se acostumavam, eles ficam cada vez menos interessados e menos admirados.

Já em relação às mulheres, quanto mais elas virem as mesmas imagens dos mesmos homens e se familiarizavam, mais é o grau de confiabilidade e boniteza destes rostos.

A conclusão do estudo levou os pesquisadores a considerar que biologicamente, os homens devem procurar um grande número de parceiras para aumentar a chance de perpetuar a espécie, tendo muitos filhos com características diferentes, sendo esta uma atitude natural do instinto peculiar do próprio homem.

Redação final: Acessoria de Imprensa às 11h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico


Patrocinador